close
Negocios

Técnicas de tomada de decisões em grupo: verifique as melhores 3

O processo decisório é considerado um momento crítico na realização de projetos, bem como na solução de problemas de qualquer negócio.

Portanto, tomar decisões não é uma tarefa fácil. Quanto maior a responsabilidade de um profissional, maior riscos inerente à tomada de decisão. É normal sentir-se inseguro a essa hora, mas você tem que lutar contra esse medo e se equipar com as melhores técnicas – e as opiniões da equipe, por que não? – definir o melhor caminho a seguir.

Pensando nisso, selecionamos as 3 principais técnicas de tomada de decisão em grupo. Veja como eles podem ajudá-lo a ser mais assertivo em relação às melhores opções para sua empresa, contando com a colaboração (e suporte) de sua equipe durante todo o processo.

As 3 principais técnicas de tomada de decisão em grupo

As técnicas de tomada de decisão em grupo em que se propõe, basicamente, a sugestão de ideias e a avaliação das alternativas apresentadas para enfrentar determinada questão.

A decisão final, seja ela qual for, deve representar o melhor para a empresa e ser tomada em tempo hábil para evitar interrupções e outros impactos negativos.

Agora vamos às técnicas:

1 – Brainstorming

De todas as técnicas de tomada de decisão, o brainstorming é talvez o mais famoso e usado nas empresas.

Essa “tempestade de idéias” funciona assim:

  • Primeiro, um grupo de até 10 pessoas deve se encontrar, aproximadamente (mais do que isso, pode ser difícil administrar a discussão);
  • Depois, o líder desse grupo deve expor o problema em questão;
  • Em seguida, todos devem apresentar suas idéias e apresentar formas alternativas de enfrentar o problema;
  • Existem várias maneiras de apresentar as idéias: simplesmente apresentar o grupo verbalmente, usar post-its em um quadro ou adicionar em uma lista são os mais usados;
  • É essencial que, nesta fase, não haja críticas às ideias, elas são apresentadas apenas aos outros membros do grupo;
  • Todas as sugestões serão registradas pelo líder e depois – após um intervalo de algumas horas, ou até no dia seguinte – elas são discutidas e analisadas pelo grupo. Em si sim, críticas e acréscimos são permitidos às idéias dos outros;
  • Após o debate sobre as ideias apresentadas, o grupo deve indicar qual é a melhor alternativa.

Deve ser lembrado que, nesta última parte, a ideia original de um participante nem sempre será escolhida; Às vezes, pode haver uma combinação de duas ou mais ideias sugeridas.

Outra coisa: ao colocar idéias na mesa pela primeira vez, é necessário deixar a mente fluir, sem restrições ou inibições. A intenção é coletar tantas idéias quanto possível.

Se feito corretamente, Brainstorming é uma técnica que pode trazer excelentes resultados para o processo de tomada de decisão.

2 – Grupo Nominal

Na Técnica de Grupo Nominal (TGN), os membros dos grupos de discussão apresentam suas idéias de maneira sistemática e completamente independente.

Esses grupos são constituídos pelos envolvidos na decisão que você quer tomar. Assim, é uma decisão de marketing, por exemplo, o grupo será constituído pelos membros daquela área que podem contribuir significativamente para uma decisão efetiva.

Depois que o líder do grupo identificar e apresentar o problema a outras pessoas, o processo de tomada de decisão ocorre da seguinte maneira:

  • No início, cada membro do grupo escreve quais são suas idéias para resolver o problema;
  • Então, as idéias escritas são apresentadas por seus respectivos idealizadores e colocadas em uma caixa;
  • Após a apresentação individual, o grupo começa a discutir cada uma das ideias;
  • Após a discussão, cada participante deve atribuir, anonimamente, uma nota para cada ideia apresentada, geralmente de 1 a 5;
  • A decisão final será tomada de acordo com a idéia de que você pode adicionar a pontuação mais alta entre os membros do grupo.

Essa técnica pode ser usada por grupos de tamanhos diferentes.

Uma das funções do líder, além de mediar o debate de ideias, é garantir que cada participante possa contribuir para a discussão, sem favorecer uma única ideia e evitar julgamentos e críticas impertinentes.

Vantagens do TGN

  • Encoraja a participação de todos, mesmo os mais tímidos e relutantes;
  • Equidade na participação e troca de idéias;
  • Otimização do tempo;
  • Maior volume de idéias produzidas.

3 – Delphi

O último elemento da nossa lista de técnicas de tomada de decisão em um grupo é o Delphi, usado para possibilitar a existência de consenso entre especialistas de um determinado assunto.

Aqui, um questionário foi desenvolvido com o objetivo de obter idéias relacionadas a diferentes aspectos de um problema ou projeto. Este questionário é dirigido aos especialistas.

Esses especialistas são profissionais especializados na área que se destina a tomar a decisão e treinados para dar opiniões relevantes.

As respostas são resumidas e submetidas novamente aos especialistas participantes, para que possam entender os diferentes argumentos e pontos de vista dos outros membros. Tudo isso é feito sem a identificação dos autores sendo revelados.

Então, você volta ao primeiro ciclo para que todos tenham a oportunidade de mudar de idéia ou incluir um novo argumento baseado nas respostas que viram dos outros participantes.

Este ciclo é repetido até que todos cheguem a um consenso.

Princípios Delphi

Anonimato dos participantes

Na técnica Delphi, todos os participantes permanecem anônimos em todas as etapas do processo.

Isso ajuda a evitar o efeito “bandwagon” (que é quando apenas parte do grupo segue uma ideia proposta por um membro em particular) e o efeito “halo” (que é quando os membros do grupo seguem uma idéia simplesmente porque simpatizam com o autor da ideia).

Fluxo de informação estruturada

Ao contrário do Brainstorming, em que as idéias surgem livremente, as sugestões são coletadas através de questionários, que também são enviados para cada membro do grupo.

Isso ajuda a evitar eventuais confrontos ideológicos, levando em conta que todos os participantes são especialistas nesse assunto e podem ter diferentes interpretações sobre o tema em questão.

Feedback regular

É comum que alguns especialistas tenham medo de mudar de idéia, sempre querendo mostrar coerência em suas abordagens. No entanto, na técnica Delphi, eles não estão associados aos seus autores devido ao princípio do anonimato.

Isso “permite” que os especialistas revisem sua posição e sintam-se mais à vontade para mudar sua opinião e ceder às sugestões dos outros participantes, alcançando um denominador comum.

Uma das principais vantagens da técnica Delphi é a possibilidade de todo esse processo ser feito remotamente, por meio de plataformas digitais.

Na verdade, as investigações digitais podem ser usadas para coletar informações que ajudarão em qualquer processo de tomada de decisão, independentemente das metodologias usadas. Na maioria das vezes, até mesmo, uma boa investigação torna desnecessária essa dinâmica, indicando o melhor caminho ou solução, ou ajuda a orientar a discussão, trazendo caminhos possíveis para serem debatidos.

Em geral, é importante deixar claro que a pesquisa simplifica o processo de tomada de decisão porque o torna mais assertivo e evita que as decisões sejam tomadas por mera intuição ou “dramas” dos participantes de dinâmicas como essa.

Eles são capazes de fornecer informações sobre a empresa e seus processos, com questionários de comunicação interna por exemplo, como externo, sendo faça uma boa pesquisa de marketing.

Estas foram algumas das principais técnicas de tomada de decisão em grupo. 

Leave a Response