close
Tecnologia

É possível hackear o whatsapp de alguém? Saiba neste artigo

Muitas pessoas vivem com a dúvida se é possível hackear o WhatsApp de alguém. Não é uma surpresa entender o porquê dessa preocupação. Afinal, o aplicativo de conversas é essencial na vida da maioria das pessoas, além de ser lugar de muitos segredos.

São muitos os usuários que contam com aquele contatinho secreto no WhatsApp ou que tratam de negócios pelo aplicativo. Muitos outros, por ciúme ou qualquer outro motivo, gostariam de se precaver e saber se o parceiro ou alguém tem tido conversas específicas no mensageiro.

Mas afinal, é possível hackear o WhatsApp de alguém? É sim. E existem pelo menos 3 métodos para isso. Ficou curioso e quer saber quais são? Então siga a leitura do artigo a seguir!

Método #1 – Hackear o WhatsApp com o WhatsAppSniffer

O primeiro método para quem quer aprender como hackear WhatsApp é com um aplicativo chamado WhatsAppSniffer. Esse software é distribuído gratuitamente pela Internet, mas está em inglês e, por isso, é necessário dominar o idioma para saber como usá-lo.

Além disso, esse software exige algumas condições bem difíceis de serem realizadas. A primeira das condições é que o hacker e a vítima estejam conectados no mesmo sinal Wi-Fi. Se as pessoas estiverem em conexões diferentes, o sistema não funciona.

Isso porque o Sniffer captura o sinal do Wi-Fi e intercepta os dados que iriam para a vítima, levando-os para o seu celular.

A segunda condição é que o hacker informe a sua localização para o aplicativo, além de saber qual é exatamente o celular da vítima que será hackeada. Ou seja: não é possível hackear ninguém se não souber o telefone da pessoa.

O método é extremamente simples: basta garantir que seu aparelho e o da vítima estão na mesma conexão, abrir o aplicativo, inserir o número de contato e apertar Connect.

Vale lembrar, por exemplo, que esse sistema não permite passar pela verificação em duas etapas (que é aquela que pede por uma senha pessoal para poder usar o WhatsApp). Se a vítima tiver o sistema ativado, você não conseguirá hackeá-lo.

Método #2 – Hackear pelo WhatsApp Web

Uma maneira muito pouco segura de hackear WhatsApp é pela versão Web do aplicativo. O método é pouco seguro pois é facilmente detectável pela vítima, além de exigir que você tenha acesso privilegiado ao seu celular.

Funciona assim: você deve abrir o WhatsApp no celular da vítima e clica na opção WhatsApp Web, localizada no menu aberto pelos três pontinhos.

Depois, basta abrir o WhatsApp Web no seu computador e usar o celular para escanear o QR Code disponibilizado pelo site. Pronto: você terá acesso ao WhatsApp da pessoa diretamente pelo seu computador.

No entanto, como já mencionado, o método é altamente detectável já que o próprio WhatsApp pedirá para que o usuário identifique se foi ele quem logou naquele aparelho e entregará todos os dados de identificação para achar a pessoa que fez o login on WhatsApp Web.

Método #3 – Clonar o WhatsApp via wSpy Pro

O terceiro e mais eficaz método de hackear WhatsApp é pelo software wSpy Pro, um programa “espião de celular” profissional. Ele permite que o hacker tenha acesso a diversas informações do aparelho espionado, como o WhatsApp, GPS, SMS, contatos, registro de chamadas, textos do Direct do Instagram, fotos, sites acessados, escuta ambiente, teclas digitadas e muito mais.

Para usá-lo, é preciso comprar o software em seu site oficinal e então seguir as instruções de uso definidas pela empresa que desenvolveu o programa.

Ok, é possível hackear o WhatsApp de alguém. E aí?

Agora que você já sabe que é possível hackear o WhatsApp de alguém, é importante ter em mente que essa atitude não é legal. Não só do ponto de vista de “positiva”, mas legal no sentido jurídico mesmo.

Quem hackear um WhatsApp infringe a lei e pode sofrer sérias consequências jurídicas por causa disso. Portanto, nós não recomendamos que você aplique esses métodos citados na prática. Eles foram mencionados apenas por curiosidade intelectual sobre a problemática se é possível hackear o WhatsApp de alguém.

Além disso, não custa avisar que nenhum método é 100% perfeito e à prova de falhas. Todos eles podem ser descobertos ou interrompidos a qualquer momento.

Se você teme que o seu celular seja hackeado, é importante aprender como defender o seu WhatsApp desse problema. A primeira dica é evitar a verificação em duas etapas, que evita a maior parte das tentativas de hackeamento.

Em seguida, mantenha sempre o celular com você, para evitar que ele seja clonado por pessoas má intencionadas. Por fim, nunca passe algum código de verificação que você não tenha requisitado para nenhum contato ou formulário, pois é a uma das maneiras mais básicas de acessar a sua conta no WhatsApp.

Seguindo esses passos, você conseguirá se proteger de hackeamento. Agora que você já sabe que é possível hackear o WhatsApp de alguém, pode se proteger adequadamente, não é mesmo?

O que achou do conteúdo? Deixe um comentário abaixo com a sua opinião sobre o assunto!

Amandha Torres

The author Amandha Torres

Amandha Torres é planejadora financeira da Alphaps Version. Formada em Engenharia pela Universidade de Federal de Santo André. Trabalhou em diversas empresas de grande porte e possui vasta experiência no mercado financeiro e imobiliário.

Leave a Response