close
aposentadoria

Como planejar se aposentar cedo?

A aposentadoria é um tema que gera ansiedade e medo em muitos brasileiros. As incertezas em relação ao futuro da Previdência Social – que evoluíram muito nos últimos tempos – apenas aumentam o medo da população de não ter uma aposentadoria tranquila no futuro.

Mas você sabia que é possível se aposentar cedo e ter uma boa aposentadoria sem depender do INSS para isso? No artigo de hoje você vai descobrir como planejar corretamente sua aposentadoria e quais os passos a seguir para garantir um futuro financeiramente equilibrado e mais pacífico.

Vamos lá?

O caos na segurança social

Para começar a falar de aposentadoria, é essencial entender um pouco mais sobre a situação atual da Previdência Social. Você já deve ter ouvido falar sobre a Reforma da Previdência, não é?

Em geral, é um projeto que visa fazer uma série de mudanças para equilibrar as contas da Previdência Social. Essas alterações afetariam grande parte dos trabalhadores ativos, principalmente os mais jovens.

Entre as mudanças previstas no projeto está a elevação da idade de aposentadoria, tanto para homens quanto para mulheres, e o aumento do tempo de contribuição. Todas as outras alterações também seguem essa mesma linha, sempre reduzindo – de alguma forma – os benefícios que são oferecidos hoje para aqueles que desejam se aposentar.

Portanto, deixar a aposentadoria apenas nas mãos do governo é uma prática cada vez mais arriscada. E quais seriam as outras alternativas para ter uma aposentadoria mais tranquila?

Continue lendo e aprenda algumas das opções disponíveis para ajudá-lo a garantir um futuro muito mais promissor em finanças.

Atenção a Previdência Privada

A Previdência Privada é geralmente uma das principais alternativas para os trabalhadores brasileiros na Previdência Social, a fim de garantir uma melhor aposentadoria. No entanto, o que muitas pessoas não sabem é que os planos de previdência privada geralmente não são as melhores opções disponíveis para o trabalhador.

Isso acontece porque a Previdência Privada tem altas taxas e baixa rentabilidade. No longo prazo, essas altas taxas e pequena rentabilidade podem fazer muito mal ao seu bolso e à sua aposentadoria, resultando na perda de grandes somas de dinheiro!

Para aqueles que não renunciam à Previdência Privada, esta opção pode servir muito bem como complemento do aluguel. O importante é sempre adicionar outros produtos de investimento ao Fundo de Previdência Privada, que pode trazer aquela aposentadoria serena e lucrativa com a qual ele sempre sonhou.

Em face dos investimentos

Quem pensa em ganhar uma aposentadoria mais tranquila no campo das finanças não pode deixar de levar em conta os investimentos. Seja em renda fixa ou renda variável, é essencial estar atento às oportunidades de alocação de recursos que, no médio e longo prazo, farão o seu dinheiro e garantirão uma aposentadoria melhor do que se poderia imaginar.

E aqueles que acreditam que você tem que entender muito sobre investimentos para fazer contribuições frequentes e aproveitar os juros compostos para fazer seu dinheiro se multiplicar com o tempo são enganados. Atualmente existem várias opções de investimento que estão disponíveis para quem quer investir.

Mais informações sobre alguns deles:

→ Livro de Poupança

O livro de economia é uma dessas opções. Este produto de investimento, no entanto, não é aconselhável para quem deseja obter bons rendimentos e construir uma reserva financeira para garantir a aposentadoria.

Apesar de ser um investimento bem conhecido entre os brasileiros, a poupança costuma ter baixa rentabilidade, dificultando a acumulação financeira. Mas não se preocupe: há uma série de investimentos disponíveis no mercado que são tão seguros quanto o livro de economia, e que oferecem um desempenho muito melhor – uma diferença que pode ser essencial para alcançar uma aposentadoria tranquila.

→ Tesouro Direto

O programa Tesoureiro Direto conquistou cada vez mais investidores nos últimos anos. Isso porque esse tipo de investimento, que permite a negociação de títulos públicos, permite ao investidor realizar mensalmente pedidos agendados – bem como a Previdência Privada, oferecendo tranquilidade e a oportunidade de planejar contribuições frequentes para a aposentadoria, além de rentabilidade. maior que a poupança.

Além disso, o Tesouro Direto indexou opções indexadas, como o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação. Dessa forma, o rendimento de seu título acaba sendo protegido da inflação ao longo do período de investimento, mantendo seu poder de compra ao longo dos anos.

Não tem um capital muito alto para contribuições? Não há problema! O Tesouro Direto permite investimentos iniciais a partir de R $ 30,00 – o que pode ser muito útil para quem quer começar a pensar cedo na aposentadoria, mas não possui capital de investimento elevado.

Lembre-se que quanto mais cedo você começar a investir, melhores serão as chances de ter uma situação financeira estável quando você se aposentar.

Além da poupança e do Tesouro Direto, existem vários outros produtos para investimentos – desde os mais conservadores, como o Certificado de Depósito Bancário (CDB), até os mais descartados, como o investimento no mercado de ações. É importante conhecer as opções disponíveis e montar um portfólio de investimentos que atendam às suas necessidades, seus objetivos e seu perfil de investimento.

→ Planejamento de aposentadoria

Como você já sabe, quanto mais cedo você começar a planejar sua aposentadoria – que, com o planejamento e os investimentos certos, pode acontecer bem antes do prazo previsto pela Previdência Social, melhores as chances de ter um futuro mais confortável. Para que esse plano funcione, no entanto, dedicação e organização são necessárias.

Para começar a planejar a aposentadoria, é necessário, antes de mais nada, refletir sobre suas metas e objetivos. Afinal, com que idade você pretende se aposentar? Qual valor mensal garantirá uma aposentadoria tranquila?

Essas respostas devem ser respondidas no momento do planejamento da aposentadoria. Definidas estas questões é necessário realizar alguns cálculos para identificar quanto você deve investir por mês para atingir suas metas de idade e desempenho mensal para se aposentar.

Feito estes cálculos, é hora de começar as contribuições. Se você não puder contribuir com grandes quantias mensais, comece a investir um pouco por mês. Quanto mais cedo você iniciar essas contribuições, mais interesses compostos trabalharão a seu favor ao longo do tempo e, consequentemente, melhor será sua renda no futuro.

Não esqueça que, além da organização, é essencial manter a disciplina para atingir seus objetivos. Crie o hábito de fazer aplicações regulares que, a longo prazo, se tornarão uma soma de dinheiro suficiente para garantir uma aposentadoria mais equilibrada e financeiramente confortável!

E você, você já pensou em se aposentar antes? Você parou para planejar sua aposentadoria? Deixe seu comentário aqui no post!

Fabio A. Pimentelli Gomes

The author Fabio A. Pimentelli Gomes

Fabio A. Pimentelli Gomes em Engenharia Civil e Direito, além de possuir diversos cursos financeiros, foi palestrante e hoje desfruta de sua merecida aposentadoria. Adora ler e passar informações relevantes a seus leitores espalhados por diversos blogs.

Leave a Response